Ações do Consciência e Consumo em 2013

Se por um lado é grande o volume de mensagens publicitárias que estimulam o consumo, por outro, é cada vez maior o número de iniciativas que estimulam a reflexão sobre o modo como as pessoas vêm consumindo. Dentro e fora das salas de aula, da educação infantil ao ensino superior, as discussões sobre o consumismo e a pressão da publicidade sobre as pessoas incentivam um estilo de vida com menos impactos sobre a saúde das pessoas e do planeta.

Abaixo algumas das atividades realizadas em 2013 pelos educadores do Consciência e Consumo que geraram reflexões sobre as consequências do ato de consumir em Belo Horizonte:

Qual é o papel da escola no combate ao consumismo infantil foi o tema da palestra realizada no dia 23 de abril no Colégio Cem, em Belo Horizonte. Educadores e funcionários participaram da palestra que discutiu as consequências do consumismo infantil e o papel da família, da escola, dos governos e de toda a sociedade para a defesa dos direitos da criança. Com a exibição de trechos do documentário “Criança, a alma do negócio”, a educadora ambiental e para o consumo Desirée Ruas, coordenadora do Consciência e Consumo, e os profissionais do Colégio Cem debateram como a escola pode ajudar as famílias e as crianças a viver valorizando a infância e as brincadeiras e reduzindo a pressão dos apelos para o consumo.

Dia 17 de maio foi o dia da Revolução da Comida, ou Food Revolution Day, proposto pelo chef inglês Jamie Oliver, uma data para a reflexão e a adoção de novos comportamentos alimentares, celebrada em várias partes do mundo. Dentro das ações do Food Revolution Day, no dia 23 de Maio, o Consciência e Consumo realizou um debate na  Universidade Salgado de Oliveira – Universo, após a exibição do documentário “Muito além do peso”, produzido pelo Maria Farinha Filmes e pelo Instituto Alana e que trata do preocupante avanço da obesidade junto às crianças. Após a exibição, os alunos do curso de Psicologia trocaram ideias sobre infância, alimentação inadequada, excesso de peso, o papel da família e da escola e a pressão da publicidade.

No dia 28 de maio, foi a vez da palestra acontecer no Hospital Infantil São Camilo, reunindo pais, profissionais de saúde e educadores para tentar responder à questão: “Por que devemos proteger nossas crianças do consumismo e da obesidade?”. Com a exibição de trechos do documentário “Muito além do peso”, a palestra da educadora Desirée Ruas contou com a participação da psicóloga Valéria Tassara, do Grupo de Apoio a Crianças Obesas e seus Familiares do Hospital São Camilo que faz um trabalho multidisciplinar no combate à obesidade infantil. Pais e mães presentes ao evento relataram suas angústias diante do desafio de criar filhos em um mundo repleto de estímulos que levam ao consumo. Para muitos pais, a escola e a família precisam atuar juntas para educar as crianças para um mundo mais sustentável e menos consumista. A falta de políticas públicas que regulem o teor das mensagens publicitárias destinadas ao público infantil foi um dos pontos destacados na palestra assim como a participação ativa da família como fator decisivo para o combate à obesidade infantil.

No dia 3 de junho, a roda de conversa “Consciência e Consumo: reflexões para novos profissionais” aconteceu na Escola de Design, dentro da Semana Uemg, promovida pela Universidade do Estado de Minas Gerais. A educadora do Consciência e Consumo, Ana Mansoldo, falou sobre os impactos pessoais, sociais e ambientais envolvidos no ato de consumir, assim como as questões psicológicas, econômicas e culturais. O objetivo do encontro foi levar para os futuros profissionais participantes da roda de conversa um olhar crítico sobre o consumo e incentivar uma atuação profissional mais engajada com as questões ambientais da atualidade.

Em agosto, no dia 28, o Consciência e Consumo participou da Semana do Nutricionista 2013 promovida pelo Conselho Regional de Nutrição, CRN9, com a exibição e posterior debate sobre o documentário “Muito além do peso”, refletindo com os profissionais de Nutrição e estudantes as consequências físicas, psicológicas e sociais da obesidade infantil, a mudança do perfil nutricional da população ao longo das décadas, a pressão da publicidade e o papel das famílias para a reverter este processo.

No dia 24 de outubro, o Consciência e Consumo também marcou presença em um evento promovido em Belo Horizonte pelo Banco do Brasil (BB), através da Gestão de Pessoas (GEPES) e com parceria da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (CASSI), para comemorar o “Dia Nacional de Prevenção e Combate à Obesidade” e o “Dia Mundial da Alimentação“. Na ocasião, trechos do documentário “Muito além do peso” foram exibidos para os funcionários do Banco, além de uma reflexão sobre a importância da consciência antes do consumo. Desirée Ruas ressaltou a necessidade de uma mudança de postura por parte das pessoas com relação a suas escolhas e uma maior proteção da infância pensando na alimentação e no bombardeio publicitário sobre as crianças. O evento também contou com a presidente do Conselho Regional de Nutrição, CRN9, Heloísa Magalhães, que falou aos bancários sobre a urgência de se combater a obesidade e ter um estilo de vida mais saudável.

 

Na Escola de Design, da Universidade do Estado de Minas Gerais, a roda de conversa “Consciência e Consumo – Reflexões para novos profissionais” discutiu atuação profissional e criação de produtos e serviços com menos impactos ambientais. (Semana Uemg – junho/2013) – Foto: Arquivo

 

“Qual é o papel da escola no combate ao consumismo infantil?” foi o tema do bate-papo com educadores do Colégio CEM em Belo Horizonte, que contou com a exibição do documentário ‘Criança, a alma do negócio’ – Foto: Arquivo Escola

 

A palestra ‘Por que precisamos proteger nossas crianças do consumismo e da obesidade?’ aconteceu no auditório do Hospital Infantil São Camilo em Belo Horizonte em parceria com o Grupo de apoio a crianças obesas e seus familiares do mesmo hospital – Foto: Arquivo

 

Dentro das ações do Food Revolution Day, exibição do documentário “Muito além do peso” para alunos do curso de Psicologia, da Universidade Salgado Filho – Universo, em Belo Horizonte – Foto: Arquivo

 

foto_BB_alemdopeso

Exibição do documentário “Muito além do peso” em evento realizado pelo Banco do Brasil – Foto: CRN9

 

foto_BB_palestra

Após a exibição do documentário “Muito além do peso”, aconteceu um debate sobre o tema Consciência e Consumo – Foto: CRN9